Segunda, 18 Outubro 2010 00:00

Parque Estadual do Ibitipoca

Escrito por

Ibitifotos....;0)

Por ser a região de maior incidência de relâmpagos do Brasil, os índios tupi-guarani batizaram de Ibitipoca uma serra magnífica em Minas Gerais. Ibiti em tupi significa serra e poca significa estouro, estalo...

Segundo os geólogos, formações rochosas de quartizito são locais de grande acumulação de energia!

Pois era de energia que eu estava precisando quando fui parar lá, no último final de semana prolongado. Queria me isolar, meditar, respirar ar puro e claro, fotografar!

Então, o lugar perfeito surgiu: o Parque Estadual do Ibitipoca com seus 1448 hectares de natureza composto de montanhas, grutas e cavernas, grotas e rios. Uma combinação de paisagens de tirar o fôlego.

Aliás, os rios que cortam o parque, o Salto e o Vermelho são o “must” do lugar: suas cores variam de amarelo ovo até tons profundos de marrom escuro cristalino lembrando um copão de coca-cola ou de chá mate gelado!

É essa coloração inusitada que faz fotógrafos delirarem com as mil possibilidades de composições fotográficas, inusitadas e abstratas .

Vale ressaltar que a espuma que surge em meio a água escura e ácida em vários pontos das quedas d’água, não tem nada a ver com poluição. Longe disso, deve-se à alta porosidade do solo de quartzito, que permite a infiltração da água da chuva misturada com material orgânico, gerando um verdadeiro chá de matéria em decomposição.

O parque também se revela um campo fértil para a prática de macro-fotografia: existe por lá uma variedade infinita de flores minúsculas como sempre vivas, orquídeas, e bromélias, além de todos os tipos de cactus. Entre fungos e liquens, já foram catalogados lá mais de uma centena de espécies.

Animais mamíferos de grande porte são raros de avistar na parte baixa do parque, mas dizem os guarda-parques que estão por lá, nas partes altas a onça-parda, a pintada e o lobo-guará.

Já para os observadores de aves o Parque Estadual do Ibitipoca é o paraíso sobre a terra: lá já foram identificadas mais de 200 espécies de pássaros, correspondendo a 13% do total do país.

O “hiking” (caminhar por trilhas ecológicas) é um prazer fácil de cultivar no Parque Estadual do Ibitipoca: todas as trilhas são bem sinalizadas, e só se perde mesmo quem quiser esquecer da vida. Para a alegria dos mais preguiçosos, lá está a melhor relação custo benefício entre caminhadas curtas e paisagens estonteantes que conheço. Qualquer 20 minutos de suor leva a visuais altamente fotografáveis.

E para aqueles que tem limite raso para o isolamento, a Vila de Ibitipoca é um lugarzinho charmoso a poucos kilômetros do parque. Uma concentração urbana ao mesmo tempo, minúscula e cosmopolita pois é cheia de gente interessante de várias partes do Brasil que é cara do interior de Minas,

Lá a gente se sente em casa em dois minutos. Afinal, não existe povo mais hospitaleiro do que o mineiro para fazer qualquer um chegar mais, tomar um cafézinho e comer um pãozinho de queijo!

Enfim, Ibitipoca é “demaisssss da conta!” Tem jeito não a gente fica “gaaaarraaarado messsmú!”

Eu recomendo!